Autor: Luis Rocha

Treino de Equilíbrio Melhores Opções e Dicas

Treino de Equilíbrio Melhores Opções e Dicas

O equilíbrio é definido como a habilidade de controlar a posição do corpo, quer a pessoa esteja parada, quer a pessoa esteja em movimento.

Benefícios do Treino de Equilíbrio

Um dos benefícios do treino de equilíbrio é a chamada consciência corporal, que é apresentada com o senso ou noção de como os membros do corpo são orientados no espaço e que é importante para a diminuição dos riscos de lesão.
Outras vantagens associadas a esse tipo de treinamento são a coordenação, a estabilidade das articulações, a melhoria do tempo de reação e a prevenção de quedas e fraturas através do auxílio à manutenção e melhoria do equilíbrio.
Além disso, incorporar exercícios de equilíbrio no treinamento ativa os músculos profundos do core para ajudar a endurecer a região da barriga e prepara atletas para movimentos como giros rápidos e o avanço (lunge).
Treino de Equilíbrio

7 Opções de Treino de Equilíbrio

Agora que já conhecemos alguns benefícios desse tipo de treinamento, que tal conhecermos algumas opções de exercícios que podem compor um treino de equilíbrio?

1. Exercício com o Peso do Corpo

O primeiro exercício para o treino de equilíbrio começa na posição em pé, com os pés separados em uma dist’ncia correspondente à largura dos quadris e o peso distribuídos igualmente entre as duas pernas. O próximo passo é deslocar o peso para o lado direito e tirar o pé esquerdo do chão.
Após, segurar a posição o máximo que aguentar enquanto mantém uma boa forma, sendo que o tempo máximo deve ser de 30 segundos. Voltar ao posicionamento original e repetir o exercício para o outro lado.

2. Exercício em uma Perna

Em pé, ficar com os pés separados a uma dist’ncia correspondente à largura dos quadris e o peso distribuídos igualmente entre as duas pernas. Então, colocar as mãos nos quadris, tirar a perna esquerda do chão e dobrá-la para trás pelo joelho.
Segurar a posição por até 30 segundos, enquanto conseguir manter a forma. Voltar à posição inicial e repetir o exercício com o outro lado.
Para variar o movimento no seu treino de equilíbrio, você pode esticar a perna erguida o máximo que puder sem tocar no chão, como mostra a figura B.
Para deixar o exercício mais desafiador, existe ainda a possibilidade de ficar em cima de um travesseiro ou uma superfície instável enquanto executa o movimento.

3. Exercício com Haltere

Começar em pé, com os pés separados a uma distância equivalente à largura dos quadris e o peso corporal distribuído igualmente entre as duas pernas. Segurar o halter com a mão esquerda, com a palma da mão voltada para cima.
Em seguida, tirar a perna esquerda do solo e dobrá-la, como mostra a imagem B. Segurar a posição por no máximo 30 segundos, durante o tempo em que conseguir manter uma boa forma. Retornar ao posicionamento original e repetir o movimento para o outro lado.
Para deixar o movimento mais desafiador no seu treino de equilíbrio, você pode colocar um travesseiro ou uma superfície instável debaixo da perna oposta ao lado que segura o peso.

4. Agachamento com Peso na Bola Bosu

O primeiro passo é posicionar a bosu em frente ao corpo com o lado reto para cima e o lado arredondado para baixo. Adicionar algum tipo de peso. Pode ser um par de halteres, um colete com peso, uma barra ou uma barra curva EZ.
Subir na bosu e ajustar os pés até que eles estejam separados a uma dist’ncia correspondente à largura dos ombros. Fazer um agachamento padrão, abaixando até formar um ‘ngulo de 90º, mantendo as costas, os joelhos e os dedos retos, ao mesmo tempo em que o core fica firme.
O exercício foi apresentado pelo personal trainer e bacharel em performance atlética Andrew Meyers.

5. Exercício com a Cadeira

O exercício inicia com o praticante em frente a uma cadeira com os pés ligeiramente separados. O passo seguinte consiste em segurar a cadeira com as duas mãos como na imagem e erguer um dos joelhos até o peito, de maneira cuidadosa.
Então, segurar o posicionamento durante dois segundos e, devagar, devolver o calcanhar ao chão. Após isso, repetir o movimento com a perna oposta.

6. Exercício com a cadeira

Novamente com os pés ligeiramente distanciados, posicionar-se entre 30 cm a 45 cm de uma cadeira. Apoiar as mãos no móvel, inclinar-se e dobrar o quadris, mantendo-os em um ‘ngulo de 45º. Na sequência levantar lentamente a perna direita e estender para trás do corpo, mantendo o joelho alongado e nada de apontar os dedos ou dobrar o tronco.
Depois, retornar ao posicionamento original e repetir o exercício com o outro lado do corpo.

7. Exercício com a Cadeira

Este exercício começa com o praticante em frente a uma cadeira com os pés levemente separados. Então, com as mão apoiadas no móvel, ele ergue devagarzinho a perna direita para o lado, mantendo o joelho alongado.
Os pés também devem permanecer retos e a posição deve ser segurada durante dois segundos. Voltar à posição inicial e repetir o movimento com o lado oposto.

Cuidados com o Treino

Antes de iniciar a prática do treino de equilíbrio, assim como qualquer outro exercício, aja com segurança e consulte-se com um médico para saber se você está realmente apto a executar treinamentos físicos e em que nível de intensidade deve se exercitar.
Isso é especialmente importante para pessoas que sofrem com problemas severos de equilíbrio ou condições ortopédicas, de acordo com informação da Mayo Clinic.
Além disso, tenha o auxílio de um personal trainer para definir de forma segura e eficiente o seu programa de treinamento, incluindo a quantidade de séries e repetições e que tipo de exercícios realizar, por exemplo.
A ajuda do instrutor físico não é importante somente para que os objetivos sejam alcançados, mas também para que você aprenda corretamente como executar as técnicas de cada movimento e assim, corre riscos menores de se lesionar, e conte com apoio imediata caso venha a se machucar.
Se, ainda assim, você preferir malhar somente acompanhando tutoriais do YouTube ou outras plataformas, tome o cuidado de repetir e pausar o vídeo quantas vezes for necessário para pegar a técnica direitinho.
E caso venha se lesionar, trate de procurar imediatamente uma ajuda médica para identificar a gravidade do problema.
O Que Comer Antes de Correr?

O Que Comer Antes de Correr?

De acordo com o Diagnóstico Nacional do Esporte, um levantamento feito pelo Ministério da Saúde, a corrida é praticada por 4,1% dos brasileiros ouvidos pela pesquisa.
Mas será que os brasileiros que têm o hábito de praticar a atividade física em suas rotinas, preocupam-se com a alimentação que antecede a execução da corrida?

O que Comer Antes de Correr?

É importante preocupar-se com o que comer antes de correr para se certificar de que o corpo recebe a energia e os nutrientes necessários para ser capaz de executar o treinamento de corrida de maneira eficiente e sem maiores problemas.
Entretanto, antes de tudo, precisamos ressaltar que não existe um grupo de regras que se aplique a todos os praticantes da corrida.
O que vamos apresentar são somente recomendações gerais. Indicações mais específicas podem ser necessárias dependendo do tipo de corrida que faz, tempo, intensidade e seu condicionamento físico.
Para ter um direcionamento que seja ideal para o seu organismo, em particular, é fundamental que você conte com o acompanhamento de um bom nutricionista.
Primeiramente é preciso tomar cuidado para não superestimar as calorias e carboidratos necessários para completar uma corrida com duração menor do que 90 minutos porque o organismo tem glicogênio suficiente armazenado nos músculos para correr no ritmo de maratona por aproximadamente duas horas.
Os carboidratos são armazenados em forma de glicogênio muscular dentro dos músculos e a subst’ncia é utilizada como fonte de energia para o processo de contração muscular.
Não é necessário se abastecer de carboidratos e calorias antes de uma sessão de treino normal de corrida, porém, o praticante pode precisar de mais combustível para treinamentos mais intensos e corridas mais longas.

O Que Comer Antes de Correr?

Isso não quer dizer que se possa correr de jejum sem problemas. Embora alguns profissionais não vejam problema, a maioria concorda que os estoques de glicogênio não podem estar tão baixos, como no caso de jejum.
Então, isso significa que uma alimentação pode ser tanto 3h antes de prática quando meia hora antes.

As Demandas de Cada Tipo de Corrida

Em média, uma pessoa que pesa aproximadamente 70 kg queima de 600 a 700 calorias durante uma corrida de duração de 60 minutos.
Como esse gasto pode variar de pessoa para pessoa, de acordo com fatores como o peso corporal, sexo, idade e a duração do treinamento, você pode gastar um pouco mais ou menos que isso.
Se estivermos falando de um treino comum e mais leve de corrida, em que a queima calórica não é bruta, e levando em conta que o músculo tem combustível suficiente para trabalhar por até duas horas, recomenda-se fazer um lanchinho pequeno de 30 a 90 minutos antes do exercício para controlar a fome e dar uma pequena estimulada aos níveis de açúcar no sangue.
Por outro lado, se a corrida em questão for mais longa a pesada, aconselha-se fazer um lanchinho médio ou uma refeição pequena de 30 a 120 minutos antes da sessão como forma de fornecer um combustível extra ao corpo.

O que Comer Antes de Correr de Manhã?

Por outro lado, se estivermos falando de pessoas que possuem o costume de correr pela manhã, vale ressaltar que os músculos provavelmente terão uma quantidade menor de glicogênio armazenada, visto que o organismo passou de seis a oito horas sem receber alimentos.
No entanto, ainda assim, a não ser que o praticante tenha uma corrida longa ou um treinamento pesado pela frente, ele não precisa preocupar-se muito em comer alguma coisa antes de correr.
Já se for o caso de uma corrida realmente mais longa, vale tentar fazer um pequeno lanchinho de 30 minutos antes de partir para o treino.
De acordo com o Runners World, ir de estômago vazio para um treino leve de uma hora ou menos não é problema, por outro lado, para treinamentos mais longos é fundamental comer algo antes.
A explicação é que isso pode fazer a fadiga chegar antes ou resultar em uma dificuldade maior de atingir os objetivos.

Sugestões de Cardápios

Como já adiantamos, o que comer antes de correr pode variar de pessoa para pessoa. O Runners Conect aconselha escolher alimentos que caiam bem no seu sistema digestivo. E isso é outra coisa que pode ser diferente para cada um.
Geralmente, não se aconselha alimentos com muita gordura porque isso pode fazer a digestão ficar mais lenta e atrapalhar a corrida e a assimilação dos carboidratos.
Assim, a sugestão é ir experimentando até encontrar algo que funcione para você. Ainda assim, em linhas gerais, recomenda-se evitar alimentos ricos em fibras e gorduras, que demoram mais tempo para serem digeridos, e apostar em uma mistura de carboidratos simples e carboidratos complexos com um pouquinho de proteína para agregar em relação à saciedade.
Nas listas a seguir, você confere algumas dicas de cardápios com o que comer antes de correr:

Lanchinhos Pequenos

  • Barrinhas de energia (evitar as versões diet que diminuem o teor de carboidratos);
  • Barrinhas de granola;
  • Banana;
  • Uma pequena tigela de aveia – mesmo sendo rica em fibras, a aveia serve para os praticantes que não conseguem comer perto do horário da corrida e precisam de algo para saciar o corpo.

Lanchinhos Médios

  • Torrada com manteiga de amendoim e geleia;
  • Pão de forma com queijo cottage ou cream cheese;
  • Iogurte com granola;
  • Vitamina de leite com whey protein e banana; Pode substituir a banana por maçã, acrescentar ou não aveia e retirar o leite se preferir.
  • Batata doce com peito de frango.
Algumas pessoas não seu dão muito bem com a digestão de leite, sendo ela demorada e causando desconfortos e gases. Se esse é o seu caso, evite leite antes de correr, em especial.

Quanto Tempo Exatamente Antes da Corrida eu Devo Comer?

Isso também varia de pessoa para pessoa. Porém, para descobrir quanto tempo antes da sua corrida você deve fazer uma refeição, a Runners Connect sugere um pequeno teste.
Funciona assim: você começa fazendo um lanchinho médio 90 minutos antes da corrida. Então, se o seu estômago comportar-se bem, você deve recuar esse tempo entre 15 minutos a 20 minutos.
A ideia aqui é continuar a aumentar e diminuir o tempo em 15 minutos a 20 minutos até atingir o período mais próximo à corrida, no qual é possível não experimentar nenhum problema estomacal ou referente a cólicas.

A Regra dos Carboidratos para o tempo de Digestão antes da Corrida

Se você irá correr menos de uma hora depois de fazer a refeição, opte por carboidratos que sejam digeridos mais rapidamente como frutas, e tenha ainda mais cuidado com as gorduras. Se a refeição for 2 horas antes, você pode até fazer um almoço que tenha grãos como arroz, quinoa, batata e proteínas como peito de frango, peru ou até uma carne magra.

A Hidratação

O Runner’s World lembra da import’ncia de beber água antes e durante a corrida (caso esta seja mais longa) e ressalta que isso não deve acontecer somente durante a corrida, mas ao longo de todo o dia.
O líquido regula a temperatura corporal, manda embora resíduos do corpo, garante a lubrificação apropriada das articulações e contribui com a eliminação de células danificadas que podem provocar a inflamação.
O Runner’s World lembra que além da água potável, o líquido pode ser obtido por meio da ingestão de frutas e vegetais, que além de serem compostos pela água costumam ser fonte de antioxidantes, subst’ncias que reforçam a imunidade e a recuperação muscular.
Receitas de Tapioca de Aveia Fit

Receitas de Tapioca de Aveia Fit

A tapioca já virou a queridinha de muitos praticantes de atividades físicas, esportistas, atletas, maratonistas, frequentadores de academia, etc. Isso porque é uma opção mais saudável que o pão, que pode conter carboidratos simples e glúten.

Veja Como Fazer Tapioca de Aveia

No entanto, se a intenção ainda é preparar uma versão mais fit da tapioca, uma ideia é preparar a tapioca de aveia. Você já conhece? Trata-se de uma opção ainda mais saudável que leva aveia em flocos ou farelo de aveia como base da receita.
Você pode rechear com o que preferir, desde que o recheio também seja light e fit. Confira abaixo receitas básicas e simples, lembrando que o preparo é super rápido, ideal para quando você está com pressa e sem muito tempo de elaborar um prato demorado.
Pode ser uma alternativa para o café da manhã, lanche da manhã ou tarde ou até mesmo jantar leve. Bom apetite!

Receitas de Tapioca de Aveia Fit

1. Receita de Tapioca de Aveia FIT

Ingredientes:
  • 3 colheres de sopa de aveia em flocos;
  • 1 colher de chá de ervas a gosto;
  • pitada de sal do Himalaia;
  • pimenta a gosto;
  • gergelim branco descascado a gosto;
  • 3 colheres de sopa de água filtrada.
Modo de preparo:
Misture a aveia em flocos, as ervas secas, sal e pimenta a gosto e a água até obter consistência de mingau. Reserve por cinco minutos.
Acrescente gergelim a gosto e distribua a massa em uma frigideira pequena antiaderente e untada. Com a ajuda de uma colher cubra todo o fundo. Acenda o fogo, salpique mais gergelim por cima e deixe secar.
Quando ela se soltar do fundo, vire e toste levemente do outro lado. Sirva com o recheio que preferir.

 

2. Receita de Tapioca de Aveia FIT

Ingredientes:
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 50 ml de água.
Modo de preparo:
Misture os dois ingredientes em um potinho. Deixe descansar por 2 minutos ou até virar uma espécie de mingau, mais consistente.
Unte uma frigideira antiaderente com óleo de coco. Despeje a massa na frigideira até cobrir todo o fundo e ficar uniforme. Acenda o fogo em temperatura média e deixe assar.
Tempere com um pouco de sal e ervas. Quando começar a desgrudar as bordas, vire a massa e deixe dourar do outro lado.
Recheie com o que preferir, dobre e sirva!

3. Receita de Tapioca de Aveia FIT com Ovos Mexidos

Ingredientes:
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 6 colheres de sopa de água;
  • sal a gosto.
Recheio
  • 2 ovos mexidos;
  • sal a gosto;
  • orégano a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.
Modo de preparo:
Misture os dois ingredientes em um potinho e adicione um pouco de sal.
Unte uma frigideira antiaderente com óleo de coco. Despeje a massa na frigideira até cobrir todo o fundo e ficar uniforme.
Acenda o fogo em temperatura média e deixe assar por 3 minutos.
Quando começar a desgrudar as bordas, vire a massa e deixe dourar do outro lado.
Prepare os ovos mexidos com temperos e recheie a tapioca. Dobre e sirva.

4. Receita de Tapioca de Aveia FIT Tipo Bauru

Ingredientes:
Massa
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 1 colher de sopa de chia;
  • 1 pitadinha de sal;
  • água (quanto baste).
Recheio
  • 1 fatia de ricota;
  • 1 fatia de peito de peru;
  • orégano a gosto;
  • 1 rodela de tomate.
Modo de preparo:
Misture o farelo de aveia com a chia e o sal.
Adicione água somente até cobrir a mistura.
Deixe descansar por 15 minutos até o farelo absorver a água e virar uma papinha.
Na frigideira antiaderente e untada espalhe a mistura com uma colher até cobrir o fundo da frigideira.
Leve ao fogo médio até começar a soltar da frigideira.
Vire até dourar do outro lado e repita até dourar.
Recheie, dobre e sirva!

5. Receita de Tapioca de Aveia FIT com Frango Desfiado

Ingredientes:
  • 3 colheres de sopa de aveia em flocos;
  • 1 colher de chá de ervas a gosto;
  • pitada de sal do Himalaia;
  • pimenta a gosto;
  • gergelim branco descascado a gosto;
  • 3 colheres de sopa de água filtrada.
Recheio
  • 2 colheres de sopa de frango desfiado;
  • temperos a gosto (sal, pimenta, ervas);
  • 1 colher de sopa de requeijão light.
Modo de preparo:
Misture a aveia em flocos, as ervas secas, sal e pimenta a gosto e a água até obter consistência de mingau. Reserve por cinco minutos.
Acrescente gergelim a gosto e distribua a massa em uma frigideira pequena antiaderente e untada.
Com a ajuda de uma colher cubra todo o fundo.
Acenda o fogo, salpique mais gergelim por cima e deixe secar.
Quando ela se soltar do fundo, vire e toste levemente do outro lado.
Recheie com o frango desfiado com temperos, adicione requeijão, dobre e sirva em seguida.

6. Receita de Tapioca de Aveia FIT com Brócolis

Ingredientes:
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 50 ml de água.
Recheio
  • 2 colheres de brócolis cozidos picados;
  • sal a gosto;
  • pimenta-do-reino a gosto;
  • 1 colher de sopa de requeijão light.
Modo de preparo:
Misture os dois ingredientes em um potinho. Deixe descansar por 2 minutos ou até virar uma espécie de mingau, mais consistente. Unte uma frigideira antiaderente com óleo de coco.
Despeje a massa na frigideira até cobrir todo o fundo e ficar uniforme.
Acenda o fogo em temperatura média e deixe assar.
Tempere com um pouco de sal e ervas.
Quando começar a desgrudar as bordas, vire a massa e deixe dourar do outro lado.
Leve os brócolis cozidos e picados para refogar em uma frigideira com sal e pimenta. Se quiser adicione cebola e alho para refogar e dar mais sabor. Recheie a tapioca, adicione requeijão, dobre e sirva!

7. Receita de Tapioca de Aveia FIT com Abobrinha

Ingredientes:
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 6 colheres de sopa de água;
  • sal a gosto.
Recheio
  • 1/2 abobrinha picada;
  • sal a gosto;
  • 1/2 dente de alho picadinho;
  • pimenta-do-reino a gosto.
Modo de preparo:
Misture os dois ingredientes em um potinho e adicione um pouco de sal.
Unte uma frigideira antiaderente com óleo de coco. Despeje a massa na frigideira até cobrir todo o fundo e ficar uniforme.
Acenda o fogo em temperatura média e deixe assar por 3 minutos.
Quando começar a desgrudar as bordas, vire a massa e deixe dourar do outro lado.
Refogue a abobrinha numa frigideira com alho e temperos e recheie a tapioca. Dobre e sirva.

8. Receita de Tapioca de Aveia FIT com Atum

Ingredientes:
Massa
  • 2 colheres de sopa de farelo de aveia;
  • 1 colher de sopa de chia;
  • 1 pitadinha de sal;
  • água (quanto baste).
Recheio
  • 2 colheres de sopa de atum light;
  • orégano a gosto;
  • 1 fatia de mussarela light.
Modo de preparo:
Misture o farelo de aveia com a chia e o sal.
Adicione água somente até cobrir a mistura. Deixe descansar por 15 minutos até o farelo absorver a água e virar uma papinha.
Na frigideira antiaderente e untada espalhe a mistura com uma colher até cobrir o fundo da frigideira.
Leve ao fogo médio até começar a soltar da frigideira.
Vire até dourar do outro lado e repita até dourar. Recheie, dobre e sirva!
Receitas de Cajuzinho Fit, Low Carb, Diet e Light

Receitas de Cajuzinho Fit, Low Carb, Diet e Light

O cajuzinho é um dos docinhos mais tradicionais nas festas de aniversário brasileiras! Essa delícia é muito apreciada tanto por crianças quanto adultos. Se você segue uma dieta focada no consumo de alimentos com baixas calorias, menos ingestão de gordura ou consumo de ingredientes mais saudáveis, você pode tentar adaptar essa receita para uma versão diet, low carb, light ou fit.
Abaixo estão diferentes receitas de cajuzinho fit para você preparar nas festinhas de aniversário sem comprometer a sua dieta e oferecer uma versão mais saudável para os convidados.
Até mesmo as crianças vão gostar desse docinho diferente e o melhor disso tudo é que tem menos teor de açúcar no preparo do que a versão tradicional. Prepare, experimente e tire você mesmo a prova. Bom apetite!

1. Receita de Cajuzinho FIT

Ingredientes:
  • 1 xícara amendoim torrado sem sal;
  • 1 colher de sopa cacau em pó 100% sem açúcar;
  • 2 colheres água;
  • 1 colher de sopa adoçante culinário;
  • 14 metades amendoim para decorar (opcional).
Modo de preparo:
Torre o amendoim. Leve para bater o amendoim no liquidificador até obter uma farinha. Acrescente o cacau e o adoçante e bata mais um pouco.
Adicione a água aos poucos até adquirir uma massa mais resistente que dê para modelar. Modele os cajus com as mãos no tamanho desejado.
Coloque metade do amendoim em cada ponta fixando de forma que lembre um caju. Coloque os cajuzinhos em um pote e conserve fechado até a hora de servir.
Receitas de Cajuzinho

2. Receita de Cajuzinho Low Carb

Ingredientes:
  • 150 gramas de amendoim torrado;
  • 1 colher de sopa de cacau em pó;
  • 2 colheres de sopa de água;
  • 1 colher de sopa de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Bata o amendoim em um mixer ou liquidificador até virar uma farinha. Adicione o cacau e o adoçante e bata novamente. Adicione água até virar uma pasta. Modele os cajuzinhos e sirva!

3. Receita de Cajuzinho Light

Ingredientes:
  • 50g chocolate em barra diet;
  • 1 xícara de chá amendoim sem casca, torrado e moído;
  • 1 clara em neve;
  • 1 colher de sobremesa de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Derreta o chocolate em banho-maria. Acrescente o amendoim moído e o adoçante, misture bem. Junte a clara em neve e deixe esfriar. Enrole os docinhos e sirva em seguida.

4. Receita de Cajuzinho Diet com Leite em Pó

Ingredientes:
  • ¾ de xícara de chá de água quente;
  • 1 xícara de chá de leite em pó;
  • 1 colher de sopa de margarina light;
  • 1 1/2 colher de sopa de adoçante culinário;
  • 2 colheres de sopa de Gold Achocolatado Diet;
  • ¾ de xícara de chá de amendoim torrado moído;
  • 3 colheres de sopa de leite em pó para enrolar.
Modo de preparo:
Bata no liquidificador em velocidade alta a água, o leite, a margarina, o adoçante e o achocolatado por 3 minutos. Leve essa mistura para uma panela e acrescente o amendoim.
Cozinhe em fogo baixo, mexendo sempre, por 5 minutos ou até começar a engrossar.
Coloque essa pasta em um prato e deixe esfriar. Modele em forma de cajuzinhos e passe no leite em pó. Sirva!

5. Receita de Cajuzinho FIT com Whey

Ingredientes:
  • 30g de amendoim torrado sem sal moído;
  • 2 scoops de whey protein de chocolate;
  • 30g de cacau em pó;
  • 30g de leite em pó desnatado;
  • 5 colheres de água.
Modo de preparo:
Misture os ingredientes reservando metade do whey protein para o final. Após misturar os ingredientes, vá acrescentando aos poucos a segunda metade do whey protein até obter o ponto de pasta para modelar. Modele os cajuzinhos e sirva em seguida. Rende 8 unidades. Se quiser mais dobre a receita.

6. Receita de Cajuzinho FIT com Chia

Ingredientes:
  • 4 colheres de sopa cheias de pasta de amendoim integral;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 1 colher de sopa de chia;
  • 2 colheres de sobremesa de cacau;
  • água (se precisar);
  • chia para enrolar.
Modo de preparo:
Misture os ingredientes e, se necessário coloque água para obter a consistência de modelar. Enrole e passe os docinhos na chia. Sirva!

7. Receita de Cajuzinho FIT com Pasta de Amendoim

Ingredientes:
  • 1 colher de pasta de amendoim;
  • 20g de whey protein isolado chocolate;
  • castanhas de caju para decorar;
  • 2 colheres de água.
Modo de preparo:
Coloque a pasta de amendoim em um copo de vidro com a água e leve por 1 minuto ao microondas. Após esfriar um pouco misture o whey com uma colher. Quando obter uma pasta mais consistente, modele e sirva com castanhas de caju decoradas.

8. Receita de Cajuzinho FIT com Leite de Castanha

Ingredientes:
  • 500g de amendoim torrado;
  • 5 colheres de sopa de açúcar mascavo;
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó;
  • leite de castanha até dar o ponto;
  • açúcar mascavo para enrolar.
Modo de preparo:
Bata o amendoim no liquidificador até obter uma farinha, quase uma pasta. Acrescentar o açúcar, o cacau e o leite de castanha até dar um ponto de enrolar. Modele os cajuzinhos e passe no açúcar mascavo. Sirva!

9. Receita de Cajuzinho FIT com Gordura Vegetal

Ingredientes:
  • 2 xícaras de amendoim sem casca torrado;
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo;
  • 1 colher de chá de gordura vegetal;
  • mel (se precisar);
  • coco ralado sem açúcar para enrolar.
Modo de preparo:
Misture os três ingredientes e se precisar adicione um pouco de mel para dar consistência e ponto de modelar. Enrole as bolinhas e passe no coco ralado sem açúcar. Sirva!
Receita de doce de abóbora diet com coco ralado

Receita de doce de abóbora diet com coco ralado

O doce de abóbora é uma receita antiga que muitas pessoas preparam até hoje para se deliciar na sobremesa. A versão mais tradicional desse doce é aquele em compota, preparado com abóbora cozida que fica desmanchando, com um aspecto semelhante a uma geleia, ideal para comer com torradas e pães ou até mesmo pura.

Veja Como Fazer o Doce de Abobora

Esse doce pode conter grande quantidade de açúcar, por isso que, para uma versão diet, é necessário trocar por adoçante culinário.
Abaixo você confere algumas receitas de doce de abóbora diet para preparar, todas sem açúcar e ainda assim muito saborosas! Você pode adicionar coco ou as especiarias que preferir para dar um sabor único ao doce.
Pode ser servido quente ou frio. De preferência, mantenha o doce em potes de vidro esterilizados e fechados na geladeira e consuma em uma semana. Bom apetite!

1. Receita de doce de Abóbora Diet Simples

Ingredientes:
  • 1 1/2 Kg de abóbora;
  • 1/2 xícara de água;
  • 5 colheres de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Descasque e pique a abóbora. Em uma panela em fogo médio, junte a abóbora o cravo, a canela e a água. Deixe cozinhar, quando já estiver mais macia, adicione o adoçante.
Incorpore bem e deixe cozinhar até que a água seque e a abóbora esteja desmanchando. Reserve.
Quando esfriar coloque em compotas de vidro esterilizadas. Mantenha na geladeira e consuma em uma semana.

2. Receita de Doce de Abóbora Diet com Coco Ralado

Ingredientes:

Receita de doce de abóbora

 

  • 4 xícaras de chá abóbora;
  • 4 colheres de sopa adoçante culinário;
  • 2 colheres de sopa coco ralado sem açúcar;
  • 1 pitada de canela;
  • 12 cravos da índia.
Modo de preparo:
Coloque a abóbora picada em uma panela junto com o adoçante.
Deixe cozinhar e adicione o coco, a canela e o cravo.
Quando a abóbora estiver macia ou desmanchada, desligue, espere esfriar e guarde em compotas ou sirva em seguida.

3. Receita de Doce de Abóbora Diet de Panela de Pressão

Ingredientes:
  • 1 kg de abóbora de pescoço doce;
  • 9 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 1 colher de café de cravos.
Modo de preparo:
Pique a abóbora em cubinhos, lave bem na água e leve para uma panela de pressão com 4,5 litros de água.
Por cima coloque o adoçante e os cravos. Tampe a panela e em fogo alto deixe aquecer até chiar, quando começar a chiar conte 3 minutos e retire do fogo.
Espere esfriar, abra, misture bem e se já estiver bem macia e a água tenha secado. Sirva!

4. Receita de Doce de Abóbora Diet com Especiarias

Ingredientes:
  • 500 g de abóbora;
  • 4 cravos;
  • 1 pau de canela;
  • 1/2 xícara de chá de água;
  • 1/2 xícara de chá de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Descasque e corte a abóbora em pedaços. Coloque a abóbora com o cravo, a canela e a água em uma panela e leve ao fogo.
Deixe cozinhar por 10 minutos ou até a abóbora ficar macia.
Amasse a abóbora com um garfo, acrescente o adoçante, misture bem e volte ao fogo.
Deixe cozinhar por mais 10 minutos ou até o doce secar mais e começar a soltar do fundo da panela. Sirva quente ou gelado, como preferir.

5. Receita de Doce de Abóbora Diet com Gengibre

Ingredientes:
  • 4 xícaras de chá abóbora;
  • 4 colheres de sopa adoçante culinário;
  • 4 rodelas de gengibre descascado;
  • 1 pitada de canela;
  • 12 cravos da índia.
Modo de preparo:
Coloque a abóbora picada em uma panela junto com o adoçante e gengibre. Deixe cozinhar a canela e o cravo. Quando a abóbora estiver macia ou desmanchada, desligue, espere esfriar e guarde em compotas ou sirva em seguida.

6. Receita de Doce de Abóbora Diet com Pudim de Coco

Ingredientes:
  • 500 gramas de abóbora;
  • 1/4 xícara de chá de água;
  • 4 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 4 cravo-da-índia;
  • 1 pedaço de canela em pau;
  • 1 pacote de mistura para pudim diet sabor coco;
  • 1/2 xícara de chá de coco ralado sem açúcar.
Modo de preparo:
Leve ao fogo brando a abóbora cortada em cubos e a água. Cozinhe por 5 minutos, junte o adoçante, o cravo e a canela.
Deixe cozinhar em fogo baixo mexendo de vez em quando até ficar macia. Siga o preparo do pudim através das instruções da embalagem.
Coloque o doce de abóbora em taças intercalando com o pudim. Finalize com coco ralado. Leve para gelar. Sirva!

7. Receita de Doce de Abóbora Diet com Raspas de Limão

Ingredientes:
  • 1 kg de abóbora de pescoço doce;
  • 9 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 1 colher de café de cravos;
  • 1 colher de sopa de raspas de limão.
Modo de preparo:
Pique a abóbora em cubinhos, lave bem na água e leve para uma panela de pressão com 4,5 litros de água. Por cima coloque o adoçante, raspas de limão e os cravos. Tampe a panela e em fogo alto deixe aquecer até chiar, quando começar a chiar conte 3 minutos e retire do fogo. Espere esfriar, abra, misture bem e se já estiver bem macia e a água tenha secado. Sirva!

8. Receita de Doce de Abóbora Diet com Cenoura

Ingredientes:
  • 500 g de abóbora;
  • 1 cenoura descascada picada;
  • 4 cravos;
  • 1 pau de canela;
  • 1/2 xícara de chá de água;
  • 1/2 xícara de chá de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Descasque e corte a abóbora em pedaços. Faça o mesmo com a cenoura. Coloque a abóbora e cenoura com o cravo, a canela e a água em uma panela e leve ao fogo.
Deixe cozinhar por 10 minutos ou até ficarem macias. Amasse com um garfo, acrescente o adoçante, misture bem e volte ao fogo.
Deixe cozinhar por mais 10 minutos ou até o doce secar mais e começar a soltar do fundo da panela. Sirva quente ou gelado, como preferir.
Receitas de Biscoito Low Carb Salgado

Receitas de Biscoito Low Carb Salgado

Quem segue a dieta low carb sabe que não pode comer aquilo que todo mundo come. Além disso, deve estar sempre atento às escolhas e opções mais adequadas, fazendo substituições quando necessário.

Veja os Benefícios do Biscoito sem Carboidratos

Reduzir ao máximo os carboidratos, substituindo por alimentos low carb como farinhas de amêndoas, farinha de castanhas ou outras que não sejam refinadas é sempre a melhor alternativa.
Se você adora um biscoito no lanche da tarde, sabe que deve evitar aquelas versões industrializadas encontradas em supermercados que costumam ser ricas em carboidratos.
Que tal então preparar seu próprio biscoito em casa? Se você adora biscoito tipo cracker, saiba que você pode criar versões próprias com essas receitas de biscoito salgado low carb com ervas, queijo ou o que preferir.
Confira algumas receitas deliciosas abaixo e prepare com facilidade em casa. O legal é que depois de prontos, podem ser guardados em potes de vidro fechados e consumidos em até uma semana. Se guardar na geladeira, pode durar até 10 dias!
Prepare para comer durante a semana e leve como opção de snack para beliscar no trabalho ou onde estiver. Veja as receitas, experimente e bom apetite!
Receitas de Biscoito Low Carb Salgado

1. Receita de Biscoito Salgado low carb de Queijo

Ingredientes:
  • 1 xícara de farinha de amêndoas;
  • 60 gramas de requeijão light;
  • 1 ovo;
  • 1/2 colher de chá de sal marinho;
  • 1 colher de chá de alecrim.
Modo de preparo:
Misture todos os queijos em uma tigela, em seguida incorpore a farinha de amêndoas e leve essa mistura ao microondas por 1 minutos. Misture bem até incorporarem.
Espere esfriar então adicione o ovo, o sal e o alecrim. Misture novamente, se tiver endurecido, volte ao microondas por mais 20 segundos para ajudar a incorporar.
Despeje a massa em uma folha de papel manteiga, cubra com outra folha de papel manteiga e passe um rolo para abrir bem a massa entre as folhas. Abra até que fique fininha.
Passe um cortador de pizza e corte em quadradinho.
Transfira para uma assadeira no papel manteiga mesmo e asse a 220 graus por 6 minutos de cada lado ou até ficar crocante. Espere esfriar e sirva!

2. Receita de Biscoito Salgado Low Carb de Gergelim

Ingredientes:
  • 2 xícaras de farinha de amêndoa;
  • 1 xícara de semente de gergelim crua;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 4 colheres de sopa de azeite;
  • 2 ovos.
Modo de preparo:
Em uma tigela coloque a farinha, o gergelim e o sal, misture bem. Acrescente o azeite e os ovos e então amasse bem com as mãos até que a massa fique homogênea e desgrude das mãos.
Separe uma assadeira, cubra com papel manteiga e coloque a massa por cima.
Abra bem até ficar mais fina, com menos de 1 cm de altura.
Corte em 24 quadrados ou do tamanho desejado. Faça furos em cada biscoito com um garfo. Leve ao forno a 200 graus para assar por 15 minutos.
Retire o papel manteiga, separe os quadradinhos e espere esfriar. Guarde em potes de vidro e consuma em até 5 dias.

3. Receita de Biscoito Salgado Low Carb com Linhaça

Ingredientes:
  • 1 ovo;
  • 4 colheres sopa de farinha linhaça dourada;
  • 2 colheres sopa farinha de coco;
  • 1 colher sopa de ervas;
  • 1 pitada de sal;
  • 1 xícara de chá de queijo ralado parmesão;
  • 1 colher sopa de manteiga ghee;
  • 1 colher de chá de fermento em pó.
Modo de preparo:
Misture  tudo em um pote com ajuda de uma colher. Quando ficar homogêneo, reserve. Acenda o forno a 200 graus para pré-aquecer.
Abra a massa com um role no papel manteiga para não grudar.
Corte em formato de biscoito (quadrados), faça furinhos com um garfo e leve ao forno a 180 graus! Doure dos dois lados até ficar crocante a seu gosto e sirva frio.

4. Receita de Biscoito Salgado Low Carb com Farinha de Coco e Castanha

Ingredientes:
  • 1 xícara de farinha de coco;
  • 1 xícara de farinha de castanha de caju;
  • 2 ovos batidos;
  • 1 colher de chá de tempero sal, alho e cebola picadinha;
  • 1 colher de chá de chimichurri;
  • 3 colheres de azeite de oliva.
Modo de preparo:
Misture os ingredientes secos à mão e bata os ovos separadamente. Incorpore os ovos na mistura e adicione azeite. Misture até obter uma massa consistente, se precisar, adicione mais azeite até adquirir a consistência desejada.
Coloque a massa entre dois papeis manteiga e abra com um rolo.
Retire a folha de cima e corte em quadrados com uma faca. Coloque na assadeira com papel manteiga e leve ao forno alto a 20 minutos ou até assar. O tempo de forno varia conforme a espessura dos biscoitos.

5. Receita de Biscoito Salgado Low Carb de Amendoim

Ingredientes:
  • 1 xícara  de chá de farinha de amendoim;
  • 1 ovo inteiro;
  • 2 colheres de sopa de farinha de linhaça;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes em um bowl até obter uma massa homogênea. Modele bolinhas com as mãos e achate direto na assadeira anti-aderente ou coberta com papel manteiga.
Leve ao forno a 220 graus por 15 minutos ou até dourar.
Se o biscoito estiver mais grosso, deixe por mais tempo. Sirva após esfriar!
Receitas de Couve Refogada Light

Receitas de Couve Refogada Light

A couve é um vegetal super presente nos pratos dos brasileiros, principalmente para acompanhar a tradicional feijoada. Mas não é só quando tem feijoada que você pode e deve comer a couve. A couve é um vegetal barato, acessível a todos e que traz muitos benefícios para a saúde e boa forma.

Veja Abaixo Algumas Receitas e os Benefícios da Couve

Sabe-se que a couve tem propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes, além de ter potenciais antioxidantes, fortalecer o sistema imunológico e ter efeito desintoxicante, o que ajuda a eliminar excessos, gordura e toxinas do organismo. Não é à toa que ela é um dos alimentos principais em dietas e sucos detox, certo?
A couve também ajuda a manter a pressão arterial controlada, regular a ação dos hormônios e controlar movimentos dos músculos, uma vez que o cálcio contrai e o magnésio relaxa os músculos.
lista de benefícios da couve é interminável e você não irá se arrepender de consumir a couve diariamente em diferentes receitas, de sopas a sucos, saladas ou até mesmo na forma simples refogada.
Abaixo, confira opções que separamos de receitas de couve refogada light para você preparar rapidamente para almoço ou jantar. Bom preparo e apetite!

Receitas de Couve Refogada Light

1. Receita de couve refogada light

Ingredientes:
  • 1 maço de couve manteiga;
  • 3 dentes de alho picados;
  • 1 1/2 cebola picada;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Modo de preparo:
Lave a couve e depois corte em tiras fininhas, retirando os talos. Em uma frigideira grande coloque o azeite e deixe aquecer. Logo em seguida coloque os dentes de alho e a cebola, deixe dourar. Acrescente a couve e vá mexendo até que ela comece a murchar. Tempere com o sal e a pimenta a gosto e sirva em seguida como acompanhamento.

2. Receita de couve refogada light sem óleo

Ingredientes:
  • folhas de couve mineira a gosto;
  • 1 dente de alho picado;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto;
  • gotinha de água.
Modo de preparo:
Lave as folhas de couve, seque, enrole as folhas e corte em tirinhas finas em uma tábua. Em seguida leve para refogar o alho em uma frigideira anti-aderente com uma gotinha de água. Em seguida adicione a couve. Deixe murchar e tempere com sal e pimenta a gosto. Sirva em seguida.

3. Receita de couve refogada light com ovo

Ingredientes:
  • 1 maço de couve manteiga;
  • 3 dentes de alho picados;
  • 1 1/2 cebola picada;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto;
  • 1 ovo.
Modo de preparo:
Lave a couve e depois corte em tiras fininhas, retirando os talos. Em uma frigideira grande coloque o azeite e deixe aquecer. Logo em seguida coloque os dentes de alho e a cebola, deixe dourar. Acrescente a couve e vá mexendo até que ela comece a murchar. Adicione o ovo por cima, misture bem e deixe cozinhar. Tempere com o sal e a pimenta a gosto. Sirva em seguida como acompanhamento.

4. Receita de couve refogada light com cenoura e abobrinha

Ingredientes:
  • 1 fio de óleo de coco;
  • 4 folhas de couve cortadas em tirinhas;
  • 1 cenoura ralada;
  • 1 abobrinha cortada em cubos;
  • 1 dente de alho picadinho;
  • 1/2 cebola ralada;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.
Modo de preparo:
Leve a cebola e alho para refogar no óleo de coco em uma frgideira de preferência anti-aderente. Quando dourar adicione a couve, cenoura e abobrinha. Deixe refogar tudo. Quando as folhas da couve murcharem e a cenoura ficar mais macia. Tempere a gosto e sirva.

5. Receita de couve refogada light com farinha de mandioca

Ingredientes:
  • 10 folhas de couve;
  • 3 xícaras de farinha de mandioca;
  • ½ xícara de ghee;
  • ½ cebola picada;
  • 2 dentes de alho;
  • 1 colher de chá de sal.
Modo de preparo:
Corte a couve em tiras fininhas e reserve. Refogue o alho e a cebola no ghee, acrescente a farinha e o sal. Deixe dourar em fogo baixo por 15 minutos. Em seguida adicione a couve picada, misture por 5 minutos até murchar. Incorpore tudo e sirva como acompanhamento.

6. Receita de couve refogada light com frango

Ingredientes:
  • folhas de couve mineira a gosto;
  • 1 xícara de frango cozido desfiado;
  • 1 dente de alho picado;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto;
  • gotinha de água;
  • ervas a gosto.
Modo de preparo:
Lave as folhas de couve, seque, enrole as folhas e corte em tirinhas finas em uma tábua. Em seguida leve para refogar o alho em uma frigideira anti-aderente com uma gotinha de água. Em seguida adicione o frango desfiado e a couve. Deixe a couve murchar e tempere com sal e pimenta a gosto. Adicione ervas a gosto. Sirva em seguida.

7. Receita de couve refogada light com alho-poró

Ingredientes:
  • 1/2 maço de couve manteiga cortado em tirinhas;
  • 1/2 talo de alho-poró cortado em rodelas;
  • 3 dentes de alho picados;
  • 1 1/2 cebola picada;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Modo de preparo:
Lave a couve e depois corte em tiras fininhas, retirando os talos. Corte o talo de alho-poró em rodelas finas. Em uma frigideira grande coloque o azeite e deixe aquecer. Logo em seguida coloque os dentes de alho e a cebola, deixe dourar. Acrescente a couve e alho-poró e vá mexendo até que ela comece a murchar. Tempere com o sal e a pimenta a gosto e sirva em seguida como acompanhamento.
Receitas de Geleia de Goiaba Diet, Fit e Light

Receitas de Geleia de Goiaba Diet, Fit e Light

A geleia de frutas caseira é sempre uma ótima opção para consumir no café da manhã, pois fornece mais energia para o seu dia! Se você segue uma dieta restritiva em calorias e açúcar, saiba que pode preparar uma versão de geleia de goiaba diet, fit ou light.

Veja Algumas Receitas Para Fazer a Geleia

Use o adoçante culinário em vez de açúcar refinado, ou ainda opte pelo demerara, mascavo, açúcar de coco ou pense na possibilidade de não adicionar açúcar, caso a goiaba esteja bem madura, aproveitando o açúcar natural da fruta.

É importante cozinhar bem até que ela desmanche e fique macia, com consistência de geleia. Você pode deixar pedacinhos se quiser uma geleia mais rústica ou bater no liquidificador para uma geleia mais uniforme, lembrando de peneirar para retirar as sementes, se quiser.
Pode ser servida com torradas ou pães integrais, pode ser guardada em compotas de vidro bem fechadas na geladeira e consumida em uma semana. Confira então as receitas simples e deliciosas de geleia de goiaba diet, light e fit e bom apetite!

Receitas de Geleia de Goiaba

1. Receita de geleia de goiaba diet

Ingredientes:
  • 1 kg de goiaba natural maduras;
  • 480 ml de água;
  • 8 colheres de sopa de adoçante culinário.
Modo de preparo:
Higienize as goiabas descasque-as e corte em rodelas. Leve uma panela com a água até ferver. Então junte as goiabas e deixe ferver por 4 minutos. Escorra e reserve a água do cozimento.
Bata no liquidificador ou mixer as goiabas junto com uma xícara de água do cozimento. Passe a polpa da goiaba aos poucos por uma peneira e descarte sementes. Adicione o adoçante na polpa da goiaba e leve ao fogo por cerca de 15 minutos ou até engrossar. Espere esfriar e guarde em potes de vidro na geladeira.

2. Receita de geleia de goiaba fit

Ingredientes:
  • 6 goiabas médias;
  • 1 xícara de água;
  • 1 xícara de chá de açúcar mascavo;
  • 1 colher de sopa de linhaça.
Modo de preparo:
Lave bem as goiabas e corte as duas extremidades e descarte. Corte as goiabas ao meio e retire as sementes e reserve. Pique as goiabas em pedaços menores com casca. Bata no liquidificador as sementes reservadas com 1 xícara de água, passe pela peneira e coloque esse suco junto com as goiabas picadas em uma panela. Acrescente o açúcar mascavo, linhaça e leve ao fogo. Quando ferver abaixe o fogo e deixe cozinhar até ficar macio. Espere esfriar, coloque em compotas e leve para gelar.

3. Receita de geleia de goiaba light e diet natural

Ingredientes:
  • 1kg de goiabas vermelhas bem maduras cortadas em cubos;
  • 500ml de água.
Modo de preparo:
Coloque a água em uma panela e, quando iniciar a fervura acrescente a goiaba. Deixe a goiaba ferver por 5 minutos. Bata a goiaba cozida no liquidificador até obter um creme homogêneo. Peneire para tirar as sementes e volte para a panela. Deixe cozinhar em fogo baixo por 25 minutos. Mexa de vez em quando para não grudar. Espere esfriar e sirva!

4. Receita de geleia de goiaba diet com cravo

Ingredientes:
  • 1 kg goiabas vermelhas maduras;
  • 6 colheres de adoçante culinário;
  • 2 xícaras de chá de água;
  • 1 colher de sopa de cravos.
Modo de preparo:
Descasque as goiabas e corte em pedaços. Coloque-as na panela com 1 xícara de água e cravos. Deixe cozinhar até desmanchar. Descarte cravos. Bata rapidamente a mistura no mixer ou liquidificador e passe no coador. Separe a polpa das sementes e adicione o restante da água e misture. Passe novamente na peneira. Descarte as sementes e leve a mistura em uma panela em fogo baixo. Adicione o adoçante e cozinhe até engrossar ou até adquirir o ponto desejado. Espere esfriar e sirva.

5. Receita de geleia de goiaba diet com canela

Ingredientes:
  • 1 kg de goiaba natural maduras;
  • 480 ml de água;
  • 8 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 1 pau de canela.
Modo de preparo:
Higienize as goiabas descasque-as e corte em rodelas. Leve uma panela com a água até ferver. Então junte as goiabas e deixe ferver por 4 minutos com o pau de canela. Escorra, descarte a canela e reserve a água do cozimento.
Bata no liquidificador ou mixer as goiabas junto com uma xícara de água do cozimento. Passe a polpa da goiaba aos poucos por uma peneira e descarte sementes. Adicione o adoçante na polpa da goiaba e leve ao fogo por cerca de 15 minutos ou até engrossar. Espere esfriar e guarde em potes de vidro na geladeira.

6. Receita de geleia de goiaba diet com suco de limão

Ingredientes:
  • 120ml de água;
  • 6 goiabas vermelhas maduras;
  • 1 1/2 xícara de chá de adoçante culinário;
  • 1 colher de sopa de suco de limão.
Modo de preparo:
Lave bem as goiabas, corte as extremidades e descarte. No liquidificador bata as goiabas cortadas com casca com a água.  Passe por uma peneira, para excluir os caroços.
Em uma panela misture a polpa da goiaba com o adoçante. Deixe cozinhar por 30 minutos misturando as vezes com uma colher para não queimar o fundo. Quando estiver desmanchando, desligue, adicione o suco de limão, misture e espere esfriar. Guarde em pote de vidro e mantenha na geladeira.

7. Receita de geleia de goiaba diet com gengibre

Ingredientes:
  • 1 kg goiabas vermelhas maduras;
  • 6 colheres de adoçante culinário;
  • 2 xícaras de chá de água;
  • raspas de gengibre descascado.
Modo de preparo:
Descasque as goiabas e corte em pedaços. Coloque-as na panela com 1 xícara de água. Deixe cozinhar até desmanchar. Bata rapidamente a mistura no mixer ou liquidificador e passe no coador. Separe a polpa das sementes e adicione o restante da água e misture. Passe novamente na peneira. Descarte as sementes e leve a mistura em uma panela em fogo baixo. Adicione o adoçante, raspas de gengibre e cozinhe até engrossar ou até adquirir o ponto desejado. Espere esfriar e sirva.

8. Receita de geleia de goiaba diet com coco

Ingredientes:
  • 1kg de goiabas vermelhas bem maduras cortadas em cubos;
  • 500ml de água;
  • 6 colheres de sopa de adoçante culinário;
  • 3 colheres de sopa de coco ralado sem açúcar.
Modo de preparo:
Coloque a água em uma panela e, quando iniciar a fervura acrescente a goiaba. Deixe a goiaba ferver por 5 minutos. Bata a goiaba cozida no liquidificador até obter um creme homogêneo. Peneire para tirar as sementes e volte para a panela. Adicione adoçante e coco. Deixe cozinhar em fogo baixo por 25 minutos. Mexa de vez em quando para não grudar. Espere esfriar e leve para gelar.
Shake Para Emagrecer – Saiba Quais os Melhores

Shake Para Emagrecer – Saiba Quais os Melhores

Uma das alternativas adotadas por quem deseja e/ou necessita perder peso é a utilização dos chamados shakes para emagrecer. Geralmente funciona assim: a pessoa substitui uma de suas refeições pelo consumo do shake e, assim, obtém uma diminuição na quantidade de calorias consumidas diariamente com o foco no emagrecimento.
Mas como saber qual é o melhor shake para emagrecer? E como descobrir o que um bom shake deve apresentar? Vamos dar uma olhada na composição de alguns shakes emagrecedores vendidos no Brasil e responder a essas perguntas.

O que o Melhor Shake para Emagrecer Deve Apresentar?

Um shake emagrecer de qualidade precisa apresentar equilíbrio nutricional. O que isso significa? Bem, já que a ideia é que eles substituam uma refeição, é fundamental que tragam variedade de nutrientes em suas quantidades necessárias que deveriam ser encontrados na refeição em questão.
Isso inclui vitaminas, minerais, fibras, carboidratos e até mesmo gorduras. Como as necessidades nutricionais podem variar de pessoa para pessoa, já que nenhum organismo é igual ao outro, o melhor shake para emagrecer também é diferente para cada um.
Mas algumas características devem estar sempre presentes em um bom shake. Carboidratos de lenta absorção, boa quantidade de fibras, gorduras saudáveis e boas fontes de vitaminas e minerais são algumas qualidades a se prestar atenção.
É certo afirmar que o melhor shake para emagrecer é o que melhor se adequa ao seu estilo de vida, necessidades e paladar. Mas há alguns aspectos que você pode comparar para decidir qual é o melhor shake para emagrecer no seu caso.

Fatores que Importam

– Proteínas

Quanto maior a quantidade de proteínas em um shake, mais caro ele é para ser fabricado em geral. As proteínas ajudam a ganhar músculos e também tornam o shake uma refeição com índice glicêmico menor. Isso é bom porque ajuda no emagrecimento. Com relação à proteína, o ideal é que seja uma proteína completa. Ou seja, que possua todos os aminoácidos essenciais para construir músculos.
Dê prioridade para os shakes com whey protein. Essa é a qualidade máxima que você deseja. Caseína também é uma opção boa mas dificilmente encontra-se um shake com caseína, porque é uma proteína cara.

Melhor Shake Para Emagrecer

Albumina é também uma proteína completa, mas pode gerar um pouco de desconforto estomacal para algumas pessoas, além de não dissolver muito bem somente mexendo no copo com a colher. A soja é uma opção também, mas deve ser proteína isolada da soja. Existem versões de baixa qualidade da soja que não são boas para sua nutrição.

– Fibras

As fibras ajudam na digestão mais lenta e diminuem os picos de insulina. Além disso, deixam você satisfeito por mais tempo. Shakes que têm apenas 1 grama de fibra não são verdadeiramente “ricos em fibras”.

– Carboidratos

A quantidade de açúcar dentre os carboidratos deve ser a menor possível. Geralmente, os carboidratos são obtidos da maltodextrina. Pode ser ainda da farinha de aveia ou outras farinhas. Um shake para emagrecer com muitos carboidratos, pouca fibras e muito poucas proteínas não é a melhor combinação.

– Gorduras

O ideal é que existam mais gorduras insaturadas (mono e poli) do que saturadas. Ter gorduras no shake não é uma coisa ruim. As gorduras insaturadas dão saciedade e podem ser benéficas a saúde.

– Calorias

A quantidade de calorias do shake depende muito do seu objetivo. O melhor shake para emagrecer não é necessariamente o menos calórico. Na verdade, se o shake terá 150, 200 ou 250 calorias não vai fazer muita diferença desde que você esteja considerando isso na sua dieta do dia e que essas calorias venham de ingredientes de qualidade e numa boa proporção.

– Proporção

Até para se aproximar mais de uma refeição real, busque um shake para emagrecer que tenha proteínas de verdade e não apenas 1g ou 2g. Por exemplo, se um shake tem 30g de carboidratos na refeição, seria ideal que tivesse mais de 10g de proteínas.

– Vitaminas e Minerais

Existem shakes que contêm um perfil bem variado de vitaminas e minerais, enquanto outros têm apenas poucas vitaminas e em quantidades mínimas. Se você busca suprir as necessidades nutricionais de forma mais ou menos semelhante à de uma refeição real, você vai querer boas quantidades de vitaminas e minerais.

Shake Caseiro para Emagrecer

Você já viu dicas para escolher o seu shake industrializado. Mas que tal fazer o seu próprio shake para emagrecer?
Você pode fazer seu shake caseiro para tomar na hora, utilizando leite, frutas e suplementos ou pode preferir fazer um shake somente em pó para tomar depois da academia, por exemplo.

Tenha Cuidado com os Shakes

Tomar um shake no lugar de uma refeição pode ser uma decisão arriscada do ponto de vista nutricional. Mesmo que esses produtos tragam nutrientes importantes, eles podem não ter a quantidade necessária de vitaminas e sais minerais presentes em uma refeição balanceada.
É preciso considerar também que trocar várias refeições por shakes industrializados aumenta o risco do desenvolvimento de hipovitaminose – ausência ou deficiência de vitaminas no corpo – e da insuficiência de minerais como o ferro e o zinco.
Assim, mesmo que se trate do melhor shake para emagrecer, a recomendação é que eles sejam utilizados com cuidado. É importante saber ainda que os shakes emagrecedores não são indicados para mulheres que estejam grávidas ou em processo de amamentação de seus bebês, crianças, adolescentes e idosos.
Outra tática que ajuda é a prática de exercícios físicos regularmente, com acompanhamento de personal trainer, como forma de maximizar a queima de calorias.
Lipodrol Emagrece Mesmo? Como Funciona, Relatos e Como Tomar

Lipodrol Emagrece Mesmo? Como Funciona, Relatos e Como Tomar

Produzido pela Integralmédica e encontrado à venda em potes contendo 60 cápsulas, o Lipodrol é apresentado como um suplemento termogênico em cápsulas.
Os termogênicos são produtos que atuam visando o aumento da temperatura corporal e acelerar o metabolismo, de modo que o processo de queima de calorias e gorduras se torne mais rápido, utilizando as calorias provenientes da gordura como fonte de energia. Mas será que o Lipodrol emagrece mesmo? como ele funciona? O que dizem os relatos de seus usuários? Vamos conferir essas respostas abaixo.

Como Funciona o Lipodrol?

O termogênico Lipodrol é composto basicamente por cafeína e óleo de gergelim. Segundo a Integralmédica, suas cápsulas duras de gelatina apresentam a chamada tecnologia Licaps, que proporciona uma melhor biodisponibilidade (que é a quantidade e a velocidade pelas quais uma substância é absorvida e torna-se disponível para agir) dos princípios ativos da fórmula do suplemento.
A cafeína presente no Lipodrol causa um efeito de estímulo no sistema nervoso central. A partir disso, o metabolismo acelera e o processo de quebra de gorduras é potencializado. Essa é a teoria.
Com a quebra, as moléculas retiradas das células de gordura partem para a corrente sanguínea. É com o programa de treinamento físico que deve acompanhar o uso do suplemento e uma dieta apropriada ao objetivo do usuário que essas moléculas serão eliminadas.
Além da queima de gordura, acredita-se ainda que o termogênico trabalha na melhoria da disposição. O produto é indicado para as pessoas que buscam a definição muscular, porém, não é tão adequado para aqueles que se encontram na fase do bulking.

Lipodrol Emagrece Mesmo?

De acordo com o site da própria Integralmédica, o suplemento já foi eleito três vezes por voto popular o melhor termogênico nacional. Ainda que isso possa servir de indicativo de que o Lipodrol é bom, não podemos nos ater somente ao que a sua fabricante diz para ter entender se o Lipodrol emagrece mesmo.
Por isso, nós resolvemos buscar alguns relatos de usuários a respeito do suplemento.

Relatos do Uso do Lipodrol

Em uma grande loja virtual, a nota geral atribuída ao produto foi 4,5 – em uma escala de nota que vai de zero a cinco.
Na avaliação positiva classificada como a mais útil do site, o consumidor escreveu que ciclou o termogênico durante seis semanas e relatou que a cafeína não é desgastada de uma vez só e libera energia gradativamente para o exercício, o que permite queimar gordura por mais tempo.
O resultado foi que o autor da crítica conseguiu perder 6 kg.
Entretanto, ele também ressaltou que não tomou toda a dose indicada porque queria fugir do efeito de taquicardia trazido pelo suplemento, que ele descreveu como “desesperadora” quando o termogênico é tomado a pelo menos quatro horas da hora de dormir.
Lipodrol Emagrece Mesmo
Mesmo a crítica negativa mais útil publicada na página deu a entender que o Lipodrol emagrece mesmo. Isso porque a pessoa escreveu que perdeu 3 kg com o produto, ainda que tenha atribuído somente uma nota três a ele.
O autor da avaliação explicou que sentiu taquicardia e dificuldades para dormir ao tomar as duas cápsulas indicadas pela fabricante, mesmo tendo ingerido o suplemento de manhã.
Por conta disso, resolveu tomar somente uma cápsula e, então, depois de duas semanas voltou a tomar duas sem sentir efeitos colaterais.
Já por outro lado, em um tópico de fórum conhecido, um internauta relatou que o Lipodrol não pode ser considerado do mesmo nível que suplementos importados e que o seu custo-benefício não é tão agradável. Entretanto, ele não justificou suas afirmações e nem afirmou se realmente já fez uso do termogênico.

Ingredientes e Resultados

Lipodrol tem 286g de cafeína por dose. Para quem está acostumado a tomar café diariamente, especialmente em uma quantidade maior, talvez não sinta nenhum efeito no sistema nervoso. Ou seja, não irá sentir a agitação que algumas pessoas relatam.
O suplemento também tem 0,9g de óleo de gergelim. As pessoas que atacam o produto falam que isso é uma quantidade muito pequena para obter os benefícios do óleo de gergelim e não se compara às quantidades que suplementos importados utilizam.
Os consumidores que mais criticam o produto falam da simplicidade de sua fórmula e falta de potência. Mas muitas pessoas que nunca tomaram suplementos antes têm bons relatos sobre os resultados.
Mesmo em frente a esses relatos, não podemos bater o martelo e afirmar se Lipodrol emagrece mesmo ou não. Isso porque cada organismo pode reagir de maneira diferente a determinada subst’ncia e o estilo de vida, nível de atividade física e dieta também podem influenciar nos resultados.
Assim, se você ficou interessado no termogênico para potencializar a sua queima de gordura e alcançar a definição muscular, o conselho é que peça orientação de seu instrutor físico e nutricionista para saber se ele é indicado para os seus objetivos.
Outro ponto importante é conversar também com o médico de sua confiança para se certificar de que o produto não fará mal para a sua saúde, especialmente se você sofrer de alguma condição específica ou estiver tomando algum tipo de medicamento.

Como Tomar o Lipodrol?

A fabricante traz a recomendação de ingerir duas cápsulas do suplemento diariamente ou consumir o produto conforme orientação médica. Assim, para se certificar da dosagem diária apropriada e segura para o seu caso e saúde, consulte um médico de sua confiança.

Cuidados Com o Lipodrol

O termogênico é composto por cafeína, portanto, as pessoas que sofrem com sensibilidade à subst’ncia devem tomar cuidado e consultar o médico antes de fazer uso do produto. Recomenda-se ainda que as pessoas diagnosticadas com hipertensão ou problemas cardíacos não façam uso do produto.
O suplemento também não deve ser consumido por mulheres que estejam grávidas ou se encontrem em processo de amamentação de seus bebês. Além disso, quem sofre com sensibilidade estomacal deve ter cuidado e contar com acompanhamento médico ao fazer uso do suplemento.
Já pessoas que possuem dificuldades para dormir devem tomar o suplemento somente durante o dia para não atrapalhar ainda mais a qualidade de seu sono.
Também é importante saber que o consumo excessivo de cafeína, maior que a ingestão diária recomendada (IDR) da subst’ncia, que é de 400 mg segundo o órgão americano Food and Drugs Administration (Administração de Alimentos e Drogas, tradução livre), conforme informou o GQ, pode trazer efeitos colaterais.
Entre eles, estão a sudorese excessiva, a palpitação e a irritabilidade. Outros efeitos colaterais associados à cafeína são: ansiedade, alterações na pressão arterial, dores de cabeça, insônia, nervosismo e taquicardia. Ao sentir alguma das reações, consulte rapidamente ajuda do seu médico para saber como proceder.